“Sonho ter um iPad mini para jogar meus jogos favoritos.” – Lucas, 4 anos, Leucemia

Categoria: 2018, Sonho Ter

O Lucas, assim como qualquer criança, é um menino bastante hiperativo e cheio de energia. Apesar da pouca idade, é bastante esperto e antenado com ferramentas tecnológicas. Bastante autónomo e com facilidade, gosta de brincar com vídeo games e assistir vídeos na internet. Desde o primeiro contato com o Lucas e sua Família, o gênio e fadas identificaram que o sonho dele era ter um iPad. Para a formalização do sonho, no dia da visita levamos uma “lâmpada mágica” na qual, após um dia de brincadeiras, pedimos para que o Luquinhas pensasse bem, esfregasse-a e pedisse com força qual era seu sonho a ser realizado. Lucas sem pestanejar e com firmeza desejou “Ganhar um iPad”. Posteriormente, entendendo um pouco melhor os motivos que levaram Lucas a escolher o respectivo sonho, conseguimos perceber que parte era influência de seu primo mais velho, o qual ele tem grande admiração, que tem um IPad e brinca em conjunto com Lucas. Fora a influência familiar, era possível também identificar que Lucas encontrava no aparelho uma forma de interação com o mundo, pois tendo em vista suas limitações de saúde, ele não pode sair muito.

Na trajetória até o dia da realização do sonho, nos reunimos e desenhos atividades interativas que fizessem com que o Lucas participasse ativamente na realização de seu sonho, acumulando estrelas a cada atividade concluída. Semanalmente enviamos um vídeo com o desafio da semana. Entre os desafios estavam: assistir ao filme “homem de ferro” (personagem predileto do Lucas) até dançar uma música de seu cantor favorito (MC Kevinho) e desenhar como seria o dia perfeito para ele (no qual ele desenhou um dia no circo com sua família), etc.

Realizamos o sonho do Lucas no dia 24/11/2018, em um sábado. A escolha do local foi o parque Ibirapuera, no qual levando em consideração e a ligação com a trajetória do sonho realizada até aquele momento, as fadas e gênio foram personificados com a temática de circo (Palhaça Giu, Bailarina Ana e Mágico Diego), assim como o ambiente decorado. Realizamos um circuito de atividades que levavam o Luquinhas até o prêmio final.

Ao chegar no parque Lucas encontrou uma pista “Mato o pessoal de dar risada! Quem sou eu?” que o levaram até a Palhaça Giu. A palhaça, com um grande buquê de bexigas lhe desafiou que estoura-se todas as bexigas de maneira criativa. Para o desafio Lucas poderia escolher uma pessoa de sua família para ajudá-lo. Ele escolheu seu primo, Pedro. Foram barrigadas, pisadas e gargalhadas que o levaram ao final da atividade à próxima pista: “Não sou o Kevinho, mas danço muito! Quem sou eu?”.

Matando a charada, Lucas foi atrás da Bailarina Ana. Ao encontrar a Bailarina, ele foi surpreendido com o desafio de dançar uma música do Kevinho. Para esse desafio, ele escolheu sua Mãe para ajudá-lo. Com muito gingado e direito até a “sarrada”, o desafio foi concluído com êxito. Sua próxima pista: “Faço a magia acontecer! Quem sou eu?”.

Seu último desafio: encontrar o mágico que o ajudaria a fazer a magia acontecer. Improvisamos um palco, onde Lucas e o Mágico Diego, fizeram uma grande caixa aparecer !!! O Mágico pediu para que ele, assim, como no primeiro dia que o conhecemos, pedisse com bastante fé que seu sonho se realizasse. Ele pediu novamente para ganhar um iPad. Uma vez feito o pedido, iniciou-se a abertura da caixa embrulhada, retirou todos os papeis coloridos de dentro da caixa e encontrou novamente outra caixa, sem entender muito e com ar de desconfiança, ele iniciou novamente a abertura da outra caixa que o levou a outra caixa. Ansioso e hiperativo, Lucas abriu a última caixa e se deparou com um pequeno carrinho de brinquedo. Questionamos o Luquinhas, se aquele carrinho era o verdadeiro sonho dele e se havia gostado, ele meio desiludido respondeu que sim, mas que seu verdadeiro sonho ainda era ganhar um iPad. Assim, as fadas e gênio falaram para que ele pedisse mais uma vez e agora com muita força para que a magia acontecesse e que seu sonho se realizasse (o mágica inclusive se emprestou seu chapéu e varinha mágica). Ao pedir com muita força, uma nova caixa apareceu e Lucas rapidamente a abriu, finalizando sua abertura com um grande sorriso no rosto ao perceber que seu sonho havia se realizado e que estava em suas mãos agora seu novo iPad. Todos vibraram, inclusive sua família que não contava com a surpresa.

Brincamos um pouco mais no Parque Ibirapuera, pois era a primeira vez que Lucas e sua família iam juntos ao parque. Entusiasmado, ele não queria mais ir embora do parque. Para finalizar o sonho, fomos confraternizar a realização desse no Habib’s. A família de Lucas inclusive ficou impressionada com o apetite insaciável de Lucas que até sobremesa aguentou comer e geralmente não come muito.

Ficamos bastante satisfeitos com a jornada e resultado alcançado. Sem dúvida, o sorriso do Lucas valeu cada imprevisto, correria, chuva e horas reunidas para planejamento e realização de seu sonho.

Voluntários: Ana Paula Dos Santos, Diego Rebelo de Andrade, Giuliana Gambín Vendrasco e Natali Dos Santos Lucas.

Colaboração: Habibs.