Home > Sonhos Realizados > Sonho Ser > "Sonho ser um personagem do jogo de videogame" - Yuri, 6 anos, Leucemia

Sonho Ser

"Sonho ser um personagem do jogo de videogame" - Yuri, 6 anos, Leucemia

O Yuri tem 6 anos e faz acompanhamento médico e exames periódicos de Leucemia. É um menino feliz que adora super-heróis e de jogar videogames com seu pai. Ele podia escolher qualquer coisa no mundo para ser seu sonho e escolheu "entrar” num jogo, e ser um personagem capaz de derrotar seus inimigos do mal para prevalecer sempre o bem.

Yuri recebeu um vídeo das fadas o avisando que havia uma missão muito importante que somente ele conseguiria realizar: derrotar o Mal com toda sua energia e habilidades. Ele chegou com seu pai e sua avó e estava muito empolgado para o combate. Ao ver o painel inicial com “Bem-vindo ao jogo do Yuri” ficou muito surpreso de ser realmente o seu jogo. Ele recebeu um mapa, por onde ele iria encontrar seus treinadores e ganhar novas habilidades. O que o deixou muito impressionado é que o mapa era exatamente igual a do jogo!

Yuri começou a percorrer o caminho junto com seu pai e encontraram a primeira personagem, a Arcanista. Ela é uma feiticeira que consegue controlar os elementos da natureza com a força do pensamento. A Arcanista entregou um capuz para cada e assim iniciariam o jogo. Ela os ensinou a mentalizar coisas boas e soprar tão forte que faria o Mal se desestabilizar.

O segundo personagem que encontraram foi o Cruzado, um homem forte com suas armaduras e que através da sua fé e coragem ele sempre vai atrás de cumprir suas missões. Ele os ensinou a se defender por meio do escudo muito forte. E como o Yuri conseguiu aprender a se defender, ele ganhou este escudo e assim conseguiria se defender do Mal no final.

O terceiro personagem foi a Caçadora, uma mulher de muita coragem e com habilidades ágeis. Ela ensinou o Yuri a utilizar o arco e a flecha imaginária, pois esta tem muita força ao atingir a áurea do Mal.

O quarto e último treinador foi o Monge, o seu personagem favorito. Ele trouxe a importância de ter pensamentos positivos para lutar sempre pelo o que ele deseja e para o bem. O Monge possui um bastão mágico que lança feitiços para combater o Mal, ele é muito habilidoso com o manejo do bastão, mas nem precisou ensinar o Yuri, pois o menino já sabia manuseá-lo muito bem! Sabia tanto que o Monge lhe entregou o bastão.

Por fim, com todas as habilidades treinadas, o Yuri precisava de um item muito importante: agilidade para fugir das magias. Por isso, ele ganhou um tênis mágico que lhe deu essa rapidez.

Ao ver o Rei Esqueleto, Yuri ficou chocado e começou a gritar entusiasmado “Pai, olha o Rei Esqueleto! Vamos lá” e lá foram eles combater o grande Mal. O Yuri correu rápido em direção ao Rei Esqueleto, lançou suas flechas imaginárias, soprou muito forte e conseguiu se defender. E no sopro mais forte, o Rei Esqueleto foi derrotado! Não satisfeito, ele queria ter certeza que o Mal foi combatido, por isso foi bem perto dele, pegou o bastão e o acertou com o golpe final!

Todos festejaram a vitória do Yuri! Como recompensa, apareceu um baú com prêmios! Neste continha os bonecos do jogo e um caderno do seu personagem favorito, o Monge.

 O Yuri ficou muito feliz de viver o jogo e não conseguia acreditar que tudo aquilo era dele, inclusive os equipamentos!

Durante o lanche com os personagens do jogo, o Rei Esqueleto apareceu para cumprimentar aquele que o derrotou. O Yuri ficou surpreso em vê-lo e saiu correndo para conversar com ele. O Yuri pediu para o Rei Esqueleto abaixar, colocou a mão sobre a sua cabeça e disse que o bem havia derrotado o mal e que agora o Rei Esqueleto também poderia fazer o bem, pois ele virou uma pessoa do bem. E assim puderam brincar e conversar sobre as suas habilidades.

E assim foi o jogo do Yuri que ele o intitulou de “Jogo dos Heróis”!

Como todo jogo, ele pediu uma segunda fase, mas as fadas explicaram que agora o Yuri poderia fazer sua segunda fase e assim ele disse: “Agora que já aprendi tudo e fiz o treinamento, eu posso continuar lutando contra o Mal!”.

Tanto o pai quanto a avó não acreditaram quando viram que o Yuri “entrou” no jogo e se emocionaram o tempo todo, afinal aquele sonho que era muito difícil de ser realizado, foi realizado. Agradeceram muito pela preocupação e dedicação de todos para que o sonho fosse realizado. Disseram que tinham a certeza que o Yuri jamais esquecerá este momento e nem eles.

Colaboradores: Breshow Fantasias, Cosplays: Gaya Gregório (Caçadora); Julius Kaesar (Rei Esqueleto); Luan Andrades (Cruzado) ; Marco Nepomuceno (Monge); Rebeca Zadra (Arcanista), Studio de Danças Marcia Pee, Toca dos Lobos Airsoft Camp, Yasbellas Ateliê.

Voluntários: Beatriz Brito Santos, Camila Dalmolin Ciccarelli, Karina Kawagoe.  

Saiba como você pode contribuir para realizar sonhos como esse!

Saiba mais