“Sonho ser modelo” – Isabel, 7 anos, cardiomiopatia dilatada

Categoria: 2014, Sonho Ser

No primeiro contato com Isa ficou claro para as fadas e gênio que seu sonho era desfilar. Ela não só disse o que queria, entrou nos detalhes de como queria as roupas e sapatos do desfile, seus cabelos, maquiagem… Ela deu até uma palhinha de como desfilaria no dia do seu sonho, deixando claro para as fadas e gênio que a pequena era uma modelo nata.

Chegado o grande dia, era hora de fazer o reconhecimento da passarela. E quem pensa que ela estava nervosa pelo que vinha por aí grande engano… Como uma modelo já experiente, falava com naturalidade desses “ossos do ofício”.

Com a passarela oficial já montada, Bel não perdeu tempo e foi treinar mais um pouquinho.  Mas ela precisava escolher os looks, e depois disso, seguir para a produção de cabelo e maquiagem… Uma maratona digna de uma verdadeira modelo.

No salão a sua beleza natural já chamou a atenção e todos queriam dar uma palavrinha com a famosa modelo que desfilaria no shopping nesse dia tão especial. Devidamente vestida e com uma maquiagem e cabelo de dar inveja em qualquer um, fomos em direção ao restaurante The Fifties para alimentar a nossa modelo.

Enquanto esperavam que o garçom trouxesse os pratos, as fadas resolveram brincar um pouco de forca para distraí-la. Foram várias palavras adivinhadas letra a letra até que chegasse a palavra mágica, “sonho”, que letra a letra ela conseguiu acertar. As fadas aproveitaram e perguntaram para Isabel, “Você acredita em sonhos?”, “Claro! Hoje eu estou realizando o meu!”.

Após terminar o almoço, era chegada a hora de desfilar. Quando foi chamada pela mestre de cerimônia, ela confessou estar nervosa, mas tirou de letra a sua primeira entrada e já arrancou aplausos da plateia com a sua desenvoltura e espontaneidade.

E repetiu o feito na segunda, terceira, quarta, quinta entrada… Era até difícil segurá-la no camarim, pois ela queria cada vez mais e mais voltar para a passarela.

Em sua última entrada, ela foi presenteada com um buquê de rosas de chocolate da Kopenhagen, pois assim como as modelos renomadas, ela sonhava em sair da passarela com um buquê de flores nas mãos.

A volta para o hotel foi muito alegre e era possível ver em seu sorriso que ela estava realizada e que esse tinha sido apenas o primeiro de muitos desfiles em que ouviremos o nome da pequena Isabel.

Patrocínio: Shopping Curitiba, Kopenhagen, Lady Lord, Prata Fina e The Fifties

Colaboradores: Blue Tree Towers Curitiba, KTS, Lilica e Tigor

Voluntários: Ana Paula Ghisellini, Fabiola Cordeiro da Silva e Rogerio de Jesus Valero Junior

Apoio: Patrícia Olivieri